Vitória encara a Chapecoense, hoje, para se manter longe da zona


Leão está em 16º lugar, com os mesmos 39 pontos da Ponte Preta, que venceu na abertura da rodada e abre o Z4

O Campeonato Brasileiro está na reta final e vacilo é uma palavra que precisa ser apagada do dicionário do Vitória. Nesta quinta-feira (16), o Leão pode dar mais um importante passo para a sua permanência na primeira divisão. Às 19h (horário da Bahia), o time enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó-SC.

Vencer é fundamental porque a diferença para a zona de rebaixamento não existe, afinal, a Ponte Preta venceu o Atlético-PR por 2x1, na abertura da 35ª rodada, quarta-feira (15), e se igualou ao rubro-negro em número de pontos, com 39. A diferença do Vitória (16º) para a Ponte (17ª) é só no saldo de gols: -7 contra -11. 

O Vitória até está sem perder há quatro rodadas, mas é preciso fazer mais. Isso porque, nesses jogos, foram três empates e apenas um triunfo. O lado bom é que o Leão tem um bom desempenho como visitante, com a quarta melhor campanha da competição. Dos 17 jogos que fez fora de casa, venceu sete, empatou cinco e perdeu cinco. O aproveitamento é de 51%, o dobro do rendimento que a equipe tem como mandante (25,5%).

Prova de que é um visitante indigesto é que a pontuação do rubro-negro nesta Série A foi construída basicamente fora dos seus domínios. Dos 39 pontos que tem, 26 foram somados longe do torcedor (66,6%). 

Além disso, o Vitória tem uma carta na manga para este jogo. O técnico Vagner Mancini conhece bem a Chapecoense. Ele foi um dos responsáveis por montar o atual elenco da Chape e trabalhou no clube catarinense durante sete meses, de dezembro do ano passado até julho deste ano. 

Mas isso não é garantia de jogo fácil. A Chapecoense não perde há seis rodadas e vem de triunfo por 2x0 contra o Santos, que fez os catarinenses chegarem aos 44 pontos e respirarem mais aliviados. O time catarinense é o 13º colocado.

Provável escalação
O Vitória não poderá contar com o zagueiro Kanu, suspenso. Mancini ainda não divulgou a escalação, mas Bruno e Ramon são as opções para jogar ao lado de Wallace. Além dele, o volante Fillipe Soutto também está suspenso e não joga. 

As boas notícias são os retornos de Uillian Correia, Yago e Wallace, que serão titulares, além da recuperação do goleiro Fernando Miguel, que se machucou no empate de 1x1 contra o Grêmio, e do atacante Tréllez, que estava com dor. Os dois treinaram normalmente na quarta-feira (15) e vão para a partida.

Tréllez, inclusive, falou sobre o duelo. “Os quatro jogos que faltam são os mais importantes nas carreiras de cada um de nós. A gente não pode pensar que o Vitória vá ser rebaixado. Estamos trabalhando para tirar o time da zona”, afirmou o atacante. Depois da Chape, o Leão ainda enfrenta Cruzeiro (em casa), Ponte Preta (fora) e Flamengo (casa).

A provável escalação do Vitória tem Fernando Miguel, Patric, Bruno (Ramon), Wallace e Geferson; José Welison, Uillian Correia, Yago, David e Neilton; Tréllez.

Fonte: Correio 24horas

 

;