Bahia vence a Ponte Preta e dá passo importante para ficar na Série A

O Bahia está cada vez mais próximo de garantir a sua permanência na elite do futebol nacional. A equipe comandada por Paulo Cézar Carpegiani venceu a Ponte Preta na noite deste domingo (5) por 2 a 0 e complicou o adversário, que está na zona de rebaixamento. Os gols do jogo, válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, foram marcados pelos atacantes Mendoza e Edigar Junio.

 

Com o triunfo, o Tricolor agora soma 42 pontos e subiu para o 10º lugar da competição nacional. Na próxima quarta-feira (8), o time volta a jogar contra o Avaí, em Florianópolis.
 

O JOGO

 

Para enfrentar a Ponte, o técnico Paulo Cézar Carpegiani implementou um esquema mais ofensivo, com apenas um volante. Apesar da formação visando o ataque, o Tricolor viu a Ponte ter mais iniciativa nos primeiros minutos. A Macaca, entretanto, não chegou a levar perigo ao goleiro Jean.

 

Travado na marcação da Ponte Preta, o Bahia não conseguia chegar com força na área da Ponte Preta. Aos 18, Edigar Junio recebeu na esquerda e tentou o cruzamento, que acabou passando por cima do gol de Aranha.

 

Mendoza fura bloqueio da Ponte e abre o placar

 

A primeira brecha que a defesa da Ponte Preta deu para o Bahia foi transformada em gol. Depois de passe de Allione, Mendoza dominou na grande área e bateu firme e rasteiro para fazer a alegria dos tricolores presentes na Arena Fonte Nova.

 

Na sequência, o Bahia teve uma ótima chance de ampliar a vantagem com Edigar Junio, que recebeu ótimo passe de Zé Rafael, mas errou na finalização e a bola passou ao lado da meta.

 

Antes do fim do primeiro tempo, a Ponte quase empatou. Aos 45, Nino Paraíba avançou pelo lado direito, cruzou, Claudinho finalizou de primeira e a bola foi para fora.

 

Segundo tempo

 

O Bahia teve boas chances de fazer o segundo gol nos minutos iniciais da última parte. Aos três minutos, Juninho, que entrou no lugar de Vinícius, recebeu fora da área, dominou e bateu com força para defesa em dois tempos do goleiro Aranha. Dois minutos depois, após cobrança de escanteio, Tiago ficou com a bola na grande área e Aranha defendeu à queima-roupa.

 

Aos onze minutos, um lance inusitado. Após a bola recuada para Jean, o goleiro driblou John Kleber, que se machucou no lance e precisou ser substituído.

 

Enquanto a Ponte saía em busca do empate, o Bahia tentava aproveitar os contragolpes. Com 22, Juninho Capixaba recebeu passe em profundidade e tocou para trás. Zé Rafael bateu de primeira e Aranha defendeu sem problemas.

 

Mesmo sem a força dos minutos anteriores, a Ponte ainda tentava o seu gol. Léo Artur arriscou de fora da área aos 31 minutos, mas a bola passou longe.

 

Aos 44, o torcedor do Bahia reclamou de pênalti em Edigar Junio após contato com um defensor da Ponte Preta. A arbitragem, no entanto, acusou simulação e deu cartão amarelo ao atacante.

Edigar Junio 'mata' o jogo

 

No final da partida, Edigar Junio recebeu passe de cabeça de Mendoza e bateu com firmeza para o fundo do gol.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 0 Ponte Preta
Campeonato Brasileiro – 32ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 05/11/2017
Horário: 17h (Horário da Bahia)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)
Assistentes adicionais: Rodrigo Nunes de Sá e Pathrice Wallace Corrêa Maia (ambos do RJ)

Cartões amarelos: Yago (Ponte Preta) / Edigar Junio (Bahia)

Cartões vermelhos:

Gols: Mendoza e Edigar Junio (Bahia)

 

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca (Thiago Martins) e Juninho Capixaba; Renê Júnior; Allione (Régis), Vinícius (Juninho); Zé Rafael e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani


Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson; Fernando Bob; Claudinho, Elton, Jádson (Leo Artur) e Maranhão (John Kleber / Emerson); Lucca. Técnico: Eduardo Baptista

 

Fonte: Bahia Notícias

;