"Hoje não é dia de composição, é dia de agradecer ao PR", diz Rui

Com o seu já clássico axioma, o governador Rui Costa (PT) se esquivou de comentar, nesta segunda-feira (9), a sanha do PR, que publicamente assume a meta de tomar a Bahiatursa do controle do atual diretor Diogo Medrado (Podemos).

O órgão, lotado na Secretaria de Turismo, já comandada pelo partido com José Alves, é uma das exigências da sigla para permanecer na aliança com o petista na campanha à reeleição em 2018.

“Hoje não é dia de falar de composição, a gente fala em outro momento, hoje é dia de agradecer aos deputados do PR, de agradecer aos deputados da Bahia pelo seu empenho, pela sua dedicação, e agradecer ao ministro, como eu fiz, pela correção, pela atitude correta que teve ao longo desses meses”, se esquivou Rui, ao ser perguntado pelo bahia.ba, e minimizar a ausência do ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, no evento de assinatura do contrato da duplicação da BR- 415, que liga os municípios de Ilhéus e Itabuna (Rodovia Jorge Amado).

Apesar das cobranças públicas dos republicanos, o chefe do Executivo estadual anunciou que só deverá mudar peças na sua equipe em março do próximo ano. No entanto, nesta segunda, ele admitiu a possibilidade de mexer no segundo e terceiro escalões.

“As mudanças que restam, não mais no primeiro escalão, mas em outros órgãos, serão pequenas, mas, como eu tinha dito, eu não batizaria de reforma administrativa, mas sim de um pequeno ajuste que nós estamos finalizando. Mas o objetivo agora é concentrar no trabalho e ano que vem, em março, quem definir que será candidato, que estiver no governo, sairá para disputar a eleição”, reafirmou o governador.

Fonte: Bahia Ba

;