Presidente Helio critica Semob por excluir rodoviários de discussões sobre mobilidade urbana

O vereador Helio Ferreira criticou a Secretaria Mobilidade Urbana por deixar os rodoviários de fora no Relatório Técnico RT02: Panorama Preliminar da Mobilidade na RMS, produzido pelo Consórcio TTC-Oficina, contratado pela Pasta.

De acordo com o presidente, que também é vereador de Salvador, em nenhum momento a situação vivida pelos profissionais foi debatida, assim como questões estruturantes que melhorem as condições de trabalho e a integração com o metrô, a fim de permitir acesso gratuito aos trabalhadores.

"Os rodoviários formam uma importante categoria da cidade e no momento de discutir mobilidade urbana são deixados de fora. Isso é inadmissível. Somos nós que transportamos vidas diariamente. Somo nós que vivenciamos diversos problemas no ambiente de trabalho como violência, trânsito caótico, estresse, trabalhamos expostos a altas temperaturas, ambiente insalubre e não fomos ouvidos”.

O objetivo do Relatório é promover uma identificação e avaliação prévia dos problemas de mobilidade e dos sistemas de transportes e de circulação da cidade, e foram ouvidas instituições como: Uneb, Ufba, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Sindcarga, Fundação Mário Leal, Clube de Dirigentes Lojistas, Sindtáxi, Sindimoto, entre outros.

Helio sinalizou para a criação de um movimento que cobre a participação dos trabalhadores. “Vamos reunir os profissionais para discutir uma ação e cobrar da Semob a nossa participação nos debates porque não aceitaremos este posicionamento intransigente e excludente por parte do poder público”, completou.

 

;