Sindicato cobra agilidade da Justiça no caso Colombiano e Catarina Galindo.

Na manhã de hoje, a direção do sindicato, junto com movimentos sociais, dirigentes sindicais e familiares das vítimas, estiveram na frente do tibunal de justiça da Bahia, no CAB, para cobrar celeridade no processo que investiga o assassinato do companheiro Paulo Colombiano e sua esposa, Catarina Galindo. 

Hoje completam 7 anos do covarde assassinato e nenhum dos envolvidos estão presos. Nem os mandantes nem os executores.
Uma comissão formada pelo presidente do sindicato, Helio Ferreira, o presidente da CTB, Pascoal Carneiro e o Irmão de Catarina, Geraldo Galindo, foi recebida pela desembargadora Rita de Cássia, responsável pelo caso.
A desembargadora garantiu a comissão que irá observar criteriosamente o processo no intuito de dá uma resposta celere ao caso.
Reforçaremos o coro por justiça o tempo que for necessário, na certeza de que a voz do companheiro colombiano jamais será calada.

A imagem pode conter: 1 pessoa, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas, mesa e área interna

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre


#Justiça
#EternoPaulo
#EternaGalindo

;