RODOVIÁRIOS REJEITAM CONTRA PAUTA DOS PATRÕES

Na segunda rodada de negociação da Campanha Salarial dos rodoviários, realizada nesta quarta-feira, os empresários do transporte de Salvador ignoraram a pauta de reivindicação da categoria e apresentaram uma contraproposta que transfere a negociação de salário para novembro sem retroativo. 

“Uma proposta dessa não pode nem ser levada a sério. Considero mais uma provocação. Nossa data-base é maio e isso tem que ser mantido”, afirmou o presidente do Sindicato, Hélio Ferreira. 
Na primeira rodada, na semana passada, a Comissão já havia rejeitado uma contra pauta patronal que retira direitos conquistados pelos trabalhadores. 
Entre essas propostas estão a redução da hora extra para 50%, implantação do banco de horas e dupla função para motoristas nos finais de semana, o que implica em desemprego de cobradores e na queda da qualidade do serviço.
Outra rodada já está marcada para o dia 27 e a categoria espera que o sindicato patronal inicie, de fato, a negociação da pauta dos trabalhadores. 
Os rodoviários querem, entre outras reivindicações, reajuste salarial de 18%, 30 ticket de R$20,00 com redução de contrapartida para 1%, plano de saúde e odontológico pagos integralmente pelas empresas, fim da dupla função para motorista e gratificação de carnaval com valor equivalente a uma diária a 100 por dia trabalhado.

;