Sindicato cobra reforço da polícia no combate aos assaltos a coletivo.

A direção do Sindicato dos Rodoviários se reuniu, na manhã desta quarta-feira (23), com o titular do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (GERRC), José Nélis Araújo, e o comandante da Operação Gêmeos, major Edson, para solicitar reforço na segurança aos coletivos nesse período do ano, quando as estatísticas apontam aumento nos assaltos. O presidente do Sindicato, Hélio Ferreira, também apresentou as demandas da categoria e cobrou celeridade na captura do assaltante que baleou o cobrador na Avenida Bonocô, no último dia 14.

A proposta do Sindicato é que o Estado crie uma polícia com delegacia, setor de investigação, homens preparados e equipamentos exclusivos para o combate aos assaltos a coletivo. “Está provado que com a estrutura de que dispõe hoje e as atribuições que envolvem outros tipos de crime, a polícia não consegue coibir os assaltos. O aumento nos números estão aí mostrando um crescimento preocupante”, afirma o presidente.

De janeiro até agora são mais de 2 mil assaltos a ônibus em Salvador, segundo dados do site da SSP BA.

;