Uma Sessão Especial realizada na manhã desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa, pediu punição para assassinos do companheiro Paulo Colombiano e sua esposa Catarina Galindo.

Uma Sessão Especial realizada na manhã desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa, pediu punição para assassinos do companheiro Paulo Colombiano e sua esposa Catarina Galindo. Os casal de sindicalistas foi covardamente assassinado em uma emboscada próximo ao condomínio onde moravam, em Brotas. O crime, ocorrido em 2010, já tem mandantes e executores identificados mas continua impune.

Pronunciamentos contundentes revelaram a morosidade no processo. Um relato dos fatos foi entregue à bancada do PCdoB, que solicitou a sessão especial, para que o Legislativo entre na luta contra a impunidade. O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira, destacou o importante papel de Colombiano na luta da categoria e fez um apelo veemente para que todas as forças se unam na busca de justiça para o caso.

Participaram da sessão o deputado federal Daniel Almeida, os deputados estaduais Bobô, Fabricio e Zó, lideranças sindicais e movimentos sociais.

;