Sindicato flagra condições subumanas em finais de linha de ônibus

A maioria dos finais de linha de Salvador continua sem banheiros para uso dos rodoviários. Na manhã desta terça-feira, diretores do Sindicato estiveram no final de linha do bairro Pau Miúdo 1 e 2 e flagraram rodoviários urinando em garrafa Pet ou no muro ao lado do ponto de ônibus. 
Olha que absurdo!. 

O quadro se repete em outros finais de linha visitados recentemente pelos diretores: Santa Mônica, IAPI, Canabrava, Águas Claras, Vale das Pedrinhas e Alto da Santa Cruz.

O Sindicato vem há várias gestões municipais na luta pela implantação dos banheiros nos finais de linhas, em protestos ou negociação. No ano passado, durante as audiências públicas para discussão do novo sistema de transporte coletivo, o Sindicato conseguiu o compromisso da Prefeitura para instalação de Módulos de Conforto nos terminais e finais de linha.

O modelo só foi construído até agora no Sieiro, onde não funciona ainda por falta de água, e no Marback, onde aguarda inauguração oficial. 

Nos demais finais de linha, os trabalhadores satisfazem suas necessidades “de favor” nos bares da região, igreja ou casa de particulares. Há casos ainda em que a Prefeitura instalou banheiros químicos que deveriam ser temporários mas estão lá há vários anos. 

A falta do espaço adequado, afeta a saúde dos trabalhadores e atinge em cheio a dignidade humana. 

No Pau Miúdo, a quentinha dos trabalhadores do primeiro turno é aquecida no radiador do veículo (veja foto). O local, compartilhado com o transporte alternativo, também não oferece condições para a manobra dos ônibus convencionais e os motoristas são obrigados a verdadeiros malabarismos para fazer o retorno.

;