Categoria cobra justiça para os assassinos de Paulo Colombiano e Catarina Galindo

Nesta segunda-feira (29) faz exatamente uma década do assassinato de Paulo Roberto Colombiano e sua esposa, Catarina Galindo.
Ao longo destes 10 anos cobramos justiça para honrar a vida do nosso companheiro sindicalista e também de sua esposa que tiveram suas vidas ceifadas sumariamente por assassinos contratados.

Os mandantes e executores da barbárie seguem impunes, levando a vida normalmente sem serem julgados pelos seus atos. A morosidade da justiça para este caso nos faz ter a certeza que o código penal brasileiro é defasado, protecionista para os mais poderosos e necessita urgentemente de uma reformulação.

O Sindicato dos Rodoviários jamais irá descansar até que estes assassinos paguem pelo crime cometido. Fazemos um apelo ao Tribunal de Justiça da Bahia para que julgue este processo e condene os culpados pelos crimes cometidos contra Paulo e Catarina.

10 Anos de impunidade

Justiça a Paulo Colombiano e Catarina Galindo.

;