Justiça de SP determina quebra de sigilo bancário de escritório do ministro Ricardo Salles

O juiz Marcos de Lima Porta determinou a quebra do sigilo bancário  do escritório de advocacia do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da mãe dele, Diva Carvalho de Aquino. As informações são do G1.

O ministro é investigado por possível enriquecimento ilícito durante o período em que foi secretário do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Salles movimentou cerca de R$ 2,8 milhões de seu escritório para sua conta pessoal entre 2012 e 2017.

Segundo o Ministério Público, as declarações de imposto de renda do ministro não correspondem ao seu rendimento, indicando possível sonegação fiscal.

Fonte: IstoÉ
Foto: AFP

;