Vacina italiana produz anticorpos contra novo coronavírus

A empresa italiana ReiThera, com sede na região metropolitana de Roma, anunciou nesta segunda-feira (4) que uma vacina “Made in Italy” conseguiu produzir anticorpos contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em animais. Os testes são feitos em paralelo aos realizados pela empresa romana de biotecnologia Takis.

“Uma única administração da vacina induz uma forte resposta de imunidade tanto no que diz respeito aos anticorpos contra o coronavírus que são capazes de prevenir a infecção, quanto no que diz respeito às células T que eliminam o vírus que já entrou no organismo”, informou a diretora de pesquisa pré-clínica da ReiThera, Stefania Capone.

De acordo com a pesquisadora italiana, os anticorpos foram medidos em grande número no sangue e nos pulmões, órgão alvo do vírus, e ficaram prontos para combater a doença.

“Esse tipo de resposta imune ‘dupla’ é uma característica peculiar de nossa vacina, que, portanto, fornece mais armas ao sistema imunológico do que outras vacinas tradicionais e é particularmente importante para combater uma infecção sorrateira como a do novo coronavírus (Sars-CoV-2), para os quais os anticorpos isolados podem não ser suficientes”, explicou Capone.

Conforme relatado pelo criador da tecnologia da vacinação, Stefano Colloca, diretor técnico da ReiThera, a “vacina também provou ser capaz de estimular a resposta imune contra a Covid-19, mesmo em doses muito baixas”, o que é uma “qualidade fundamental em vista de sua produção em escala global”.

As fábricas da empresa italiana em Castel Romano já estão produzindo os frascos do primeiro lote de vacina para testes em humanos, que devem ser realizados a partir do segundo semestre, em julho, com a colaboração do Instituto Spallanzani, em Roma.

“Será a primeira vacina totalmente italiana a fazer testes em humanos”, concluiu Colloca. (ANSA)

Fonte: IstoÉ
Foto: AFP/Arquivos

;