Rodoviários cobram que Fundo de Mobilidade ajude a pagar parte dos salários da categoria

Os rodoviários cobraram do prefeito de Salvador, ACM Neto, que o Fundo de Mobilidade seja utilizado para ajudar no pagamento de parte dos salários de motoristas, cobradores e demais integrantes do transporte público por ônibus que estão trabalhando e recebendo apenas 10 dias por conta da pandemia do novo Coronavírus. O vereador de Salvador Helio Ferreira enviou nesta terça-feira (31/03) um projeto de indicação pedindo que a prefeitura garanta a liberação do dinheiro para auxiliar a categoria.

“O objetivo desta proposta é manter a continuidade dos serviços essenciais, com sua mão de obra e operação, para pronto restabelecimento quando a calamidade passar. As medidas tomadas para contenção do avanço do Coronavírus trazem uma diminuição na demanda de passageiros e uma redução do número de ônibus que circulam na cidade, mas os rodoviários precisam sustentar suas famílias”, destacou Helio Ferreira.

Os trabalhadores gravaram vídeos e postaram nas redes sociais destacando a importância da liberação. Para Helio Ferreira, os profissionais precisam garantir sua sobrevivência. “Apenas 10 dias de trabalho não dá para pagar as despesas, principalmente os colegas que moram de aluguel, têm pensão alimentícia, e outras despesas”.

Fonte: Informe Baiano
Foto: Informe Baiano

;