A cada mil crianças nascidas na Bahia, 16 morrem antes de completar 1 ano, diz IBGE

A taxa de mortalidade infantil na Bahia, em 2018, foi estimada em 16,0 por mil. Isso significa que, de cada mil crianças nascidas vivas no Estado, 16 morrem antes de completar 1 ano de vida. O dado foi divulgado pelo IBGE nesta quinta-feira, 28, por meio do estudo Tábuas Completas de Mortalidade.

Conforme o levantamento, a probabilidade de um bebê morrer antes de fazer 1 ano na Bahia manteve-se significativamente superior ao apresentado no país (12,4 por mil). O indicador mostra, entretanto, uma tendência progressiva de redução e deixou de ser o 8º mais elevado do país, caindo para 9º no ano passado, superado pela taxa de mortalidade infantil estimada para Mato Grosso (16,1 por mil).

Dentre os nove estados nordestinos, a Bahia tem a quarta maior estimativa de mortalidade infantil, menor apenas que as verificadas em Maranhão (19,4 mortes por mil), Piauí (18) e Alagoas (17,4). De acordo com IBGE, a mortalidade das crianças menores de 1 ano é um importante indicador das condições socioeconômicas de uma região.

Fonte: A Tarde
Foto: Revista Pais e Filhos / UOL

;