Com tiranos não combinam brasileiros corações

O dois de julho representa o grito de liberdade dado pelos baianos em 1823. O processo começa quando, apesar de já haver o desejo de romper com a coroa, o rei de Portugal, D. João VI tira o brasileiro Manoel Guimarães do comando de Salvador, colocando o general português Madeira de Melo no cargo.

Os baianos não aceitaram, foram às ruas para protestar e entraram em confronto com os soldados portugueses. O processo foi extenso e a luta árdua, mas nós saímos vencedores.

Ainda hoje, o dia é um marco para lembrarmos a força que o povo tem. A nossa independência é a mais importante, porque indica que a união de todos é a chave para sairmos vencedores. Assim como isso ficou claro há 196 anos, hoje também podemos mostrar a capacidade do povo baiano.

A última greve geral foi uma dessas demonstrações. A Bahia se mobilizou e mostrou a insatisfação de todos com a Reforma de Previdência que pretende retirar os direitos dos trabalhadores.

Viva a independência e lutemos pelos nossos direitos!

;