Média de passaportes diplomáticos cresce 150% no governo Bolsonaro

As informações de um documento do Ministério das Relações Exteriores contendo informações sobre “farra na liberação de passaportes diplomáticos concedidos na gestão do ministro Ernesto Araújo” foi publicada pela reportagem da revista Istoé. Segundo a reportagem, somente nos quatro primeiros meses deste ano, o Itamaraty concedeu 986 passaportes (com esses passaportes especiais, o cidadão pode entrar em qualquer país, sem visto, e ter regalias no embarque e desembarque). Esse total dá uma média de quase 250 passaportes diplomáticos ao mês.

A revista detalha ainda que, o número surpreende, pois, em 2018, foram concedidos 1.200 mil documentos especiais durante o ano inteiro. Ou seja, uma média mensal de 100 passaportes. Isso significa que a média mensal do Itamaraty aumentou em 150% durante o governo Bolsonaro. O mais grave é que pelo menos 500 desses passaportes foram concedidos para ministros, deputados e senadores. Entre os beneficiários, estão o ex-ministro Ricardo Vélez Rodriguez e o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL).

Os passaportes também foram dados para parentes de políticos. Estão na lista ainda o governador do DF, Ibaneis Rocha. Até mesmo integrantes do PSL que lutam contra os privilégios, em teoria, solicitaram o documento. A senadora Soraya Thronicke conseguiu o documento para ela e para a filha, Isabela Thronicke.

Fonte: Metro 1
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

;