Após Brumadinho, seis empresas se recusam a auditar barragens da Vale

Pelo menos seis empresas recusaram convites da Vale para auditar as oito barragens em estado de alerta em Minas Gerais, de acordo com o Estadão.

A situação revela a dificuldade enfrentada pela empresa para encaminhar à Agência Nacional de Mineração (ANM) e à Secretaria de Meio Ambiente do Estado os projetos de descaracterização dessas estruturas, documentos que detalhariam como vai ser feito o processamento dos rejeitos e a destinação para outros fins das áreas que ocupam. A situação de risco mantém 943 pessoas, de cinco municípios, fora de suas casas.

O Ministério Público de Minas Gerais já solicitou à Justiça que a Vale apresente o plano de ação, mas a mineradora pede mais prazo e isenção das multas, devido à dificuldade de encontrar uma empresa de auditoria. A empresa também não apresentou, até agora, nenhum relatório dos três comitês de assessoramento técnico criados após a tragédia de Brumadinho.

Fonte: Metro 1
Foto: Divulgação / Metro 1

;