Risco e descaso: exclusiva da Vasco da Gama, uma tragédia anunciada

Durante a semana, a direção do Sindicato esteve na via exclusiva para os ônibus, na Vasco da Gama para conferir as queixas recorrentes dos trabalhadores que trafegam no local.

Constatamos que os riscos no local são evidentes:

Pedestres- A travessia de pedestres na via é constante e a falta de sinalização para que os transeuntes atravessem as duas faixas (via de mão dupla) é um grande problema;

Ciclistas- Há também o uso da exclusiva por ciclistas. O grande problema é a dimensão da via. Com duas faixas estreitas, que em algumas áreas não cabem sequer dois coletivos em sentidos opostos, os motoristas têm que dividir espaço com ciclistas que ocupam parte da via, forçando o rodoviário a manter a distância de segurança lateral do usuário da bicicleta, consequentemente invadindo a pista oposta;

Galhos na Via- As árvores invadindo as pistas é outro problema que precisa ser resolvido com urgência.

Galhos cobrem a visão do motorista que, recorrentemente, tem que desviar para obter melhor visão da pista e também não trazer avarias para os coletivos.

Pode está faltando estrutura, mas radar tem- A ausência da sinalização de instalação de radares na via só mostra que a preocupação da prefeitura é em multar os rodoviários, e não com a vida dos passageiros que trafegam na via com tantos problemas.

As demandas serão entregues aos órgãos competentes e esperamos que as autoridades solucionem as questões com celeridade porque a possibilidade de novas tragédias naquele local é muito grande.

Confira o vídeo em que os diretores do Sindicato apontam as soluções para diminuir os riscos de um grande acidente no local.

Quem transporta vidas merece segurança

;