Jornalista Ricardo Boechat morre aos 66 anos em queda de helicóptero

O jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, morreu na queda de um helicóptero na manhã desta segunda-feira em São Paulo. A informação foi confirmada pelo governo do estado, após ser divulgada inicialmente pela coluna Radar, da Revista Veja.

Boechat pegou o helicóptero por volta das 11h50, depois de uma palestra em Campinas. Ele retornaria a São Paulo e pousaria no Grupo Bandeirantes por volta das 12h15 no horário local (11h15 na Bahia). 

“Depois de alguns minutos conseguimos a confirmação do prefixo do helicóptero que caiu e o número batia. Era o helicóptero do Boechat. É com profunda tristeza que nós informamos aqui na Band News que o nosso âncora de todas as manhãs, Ricardo Boechat, estava a bordo desse helicóptero”, disse Sheila Magalhães, diretora da BandNews FM, emocionada ao dar a notícia.

O helicóptero caiu sobre um caminhão por volta do meio-dia, logo abaixo do quilômetro 7 do viaduto do Rodoanel, no sentido rodovia Castelo Branco, próximo ao pedágio Jabaquara. Pelo menos outra pessoa morreu na queda.

Jornalista foi para Campinas falar em evento de empresa (Foto: Reprodução/Twitter)

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta de 12h15. Felipe Arcangi, que passava próximo ao local, disse à Band que viu a queda da aeronave. Ele contou que teve a impressão que o helicóptero tentou pousar no chão, desviando do viaduto. "Liguei pro 190 assim que vi o acidente", conta.

A CCR Rodoanel Oeste informou ao G1 que uma terceira pessoa ficou ferida por causa do acidente. Os bombeiros informaram que 11 viaturas foram deslocadas para o local para o resgate.

A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975, com capacidade para cinco pessoas - um piloto e quatro passageiros.

Foto: Reprodução

O jornalista apresentou pela manhã seu último programa na BandNews. No editorial que abriu o programa, ele falou das mortes recentes em tragédias no Brasil. Veja abaixo: 

 

A apresentadora Carla Bigatto, que noticiou o acidente na BandNews sem saber que Boechat estava no helicóptero, anunciou após a confirmação da morte do colega que a rádio sairia do ar momentaneamente. Uma vinheta tocou por um tempo e depois a notícia da morte de Boechat foi repetida. "Cara, que ironia. Ouvi a notícia da queda do helicóptero na bandnews por volta de 12:15 através da Carla Bigato, que faz o programa da manhã com o Boechat. Ela não podia imaginar que ele seria uma das vítimas. Deve estar arrasada. Estou triste demais", escreveu no Twitter Eugenio Leal, comentarista da Fox News.

Datena chora ao noticiar morte de Ricardo Boechat ao vivo; assista

Âncora do Jornal da Banda e da BandNews FM, Boechat teve passagens pelos principais jornais do país, como "O Globo", "O Dia", "O Estado de S. Paulo" e "Jornal do Brasil". Ele ganhou três prêmios Esso e é o único jornalista a vencer em três categorias do Prêmio Comunique-se (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Também foi eleito o jornalista mais admirado na pesquisa do site Jornalistas&Cia em 2014, que elencou os 100 principais profissionais do mercado.

O jornalista deixa viúva e seis filhos: Paula, Bia, Rafael, Patrícia e as pequenas Valentina e Catarina.

 

Fonte: Correio24horas

;