Salvador se mantém na quarta posição entre as cidades mais populosas do país

Salvador mantém a posição de quarta cidade mais populosa do país, com 2.857.329 de habitantes, ficando abaixo apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Seguindo a mesma tendência, a Bahia também ocupa a quarta colocação entre os estados brasileiros mais populosos, com a estimativa de 14.812.617 habitantes em 1º de julho de 2018, ficando atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Os dados fazem parte das Estimativas de População 2018, divulgadas nesta quarta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A estimativa anual traz ainda a Bahia com forte concentração populacional em apenas 35 municípios – do total de 417 –, que agregam 50,4% da população, o que equivale a 7.470.167 habitantes. Uma a cada cinco pessoas (23,4% da população ou 3,6 milhões de pessoas) vive em Salvador ou Feira de Santana, as duas maiores cidades do estado e as únicas com mais de 500 mil habitantes.

Por outro lado, 209 cidades somam 15,9% do total de habitantes, ou 2.352.989 pessoas. A maioria dos municípios baianos – 246 cidades, o que equivale a 59% do total – possui menos de 20 mil habitantes.

As cinco cidades mais populosas continuam sendo Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari e Juazeiro. Já os municípios de Catolândia (3.555 pessoas), Lafaiete Coutinho (3.757), Lajedinho (3.808), Lajedão (3.934) e Dom Macedo Costa (4.050 pessoas) se mantêm com as cinco menores populações.

Redução dos números

Com a revisão do Projeto de População realizada em 2018, a Bahia registrou uma queda na estimativa do número de habitantes. Segundo o IBGE, houve uma redução de 3,5% (que equivale a menos 531.830 pessoas) em relação à estimativa de 2017, que trazia o estado com 15.344.447 habitantes.

A revisão do cálculo foi motivada pela redução no componente natalidade, pois o número de nascimentos registrados entre os anos de 2000 e 2016 foi menor do que previa a projeção anterior, de 2013.

Esta redução na projeção populacional do estado impactou as estimativas de todos os municípios, com exceção de Luís Eduardo Magalhães, que passou de 83.557 habitantes para 84.753 em 2018.

A estimativa de Salvador foi 3,3% menor que a de 2017 (que havia sido de 2.953.986 pessoas), aumentando a diferença em relação a Brasília (com 2.974.703 moradores estimados), que ocupa a terceira posição no ranking nacional, e diminuindo a distância para a quinta colocada, Fortaleza (com 2.643.247 pessoas).

 

Fonte:  A Tarde 

;