Rodoviários cobram justiça para os assassinos de Paulo Colombiano e Catarina Galindo

Rodoviários realizam protestos no dia 29 de junho contra a morosidade do judiciário e cobram justiça para os assassinos de Paulo Colombiano e Catarina Galindo

Já são 8 anos de um assassinato brutal e covarde contra o sindicalista Paulo Colombiano e sua esposa Catarina Galindo. De lá pra cá, nenhum dos acusados da barbárie foram julgados.
Um crime que segue impune e um processo que se arrasta em um ritmo lento, reflete a morosidade e seletividade do sistema judiciário brasileiro que pune os mais fracos e faz com que os processos dos mais poderosos ande a passos lentos.

Paulo Colombiano que era diretor financeiro do Sindicato dos Rodoviários, foi cruelmente alvejado ao lado de Catarina Galindo, sua esposa, que também foi assassinada quando se aproximava de casa em Brotas, no dia 29 de junho de 2010. Desde então, os rodoviários da Bahia seguem clamando por Justiça e celeridade no julgamento e a prisão dos culpados deste crime.

Para cobrar justiça e reverenciar a memória dos companheiros mortos, os rodoviários baianos realizam uma manifestação nesta sexta-feira, 29 de junho, às 9h, em frente ao Fórum Rui Barbosa.

Justiça a Paulo Colombiano e Catarina Galindo!

;