Ufba apura denúncias de atos de racismo e assédio

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) emitiu uma nota, no domingo, 17, afirmando que vai apurar as denúncias de atos de racismo e assédio moral que foram denunciados à Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Proae) e que teriam sido praticados por estudantes contra funcionárias do ponto de distribuição de São Lázaro.

Conforme os termos de carta aberta enviada ao reitor João Carlos Salles e assinada por alunos, funcionários do restaurante universitário e representantes de movimentos sociais, as vítimas teriam sido submetidas a cenas de humilhação, orientadas por atitudes racistas, machistas e outras formas de discriminação.

Com a formalização da denúncia, a reitoria da Ufba determinou à Proae, que prossiga na apuração em andamento dos fatos relatados. “Relatos de agressões de cunho racista a estudantes também serão apurados e tais ocorrências combatidas com semelhante rigor”, promete em documento.

 

Fonte: A Tarde 

;