9º dia de greve: rodovias baianas ainda têm bloqueios; acompanhe

 Frota de ônibus está circulando normalmente nesta terça-feira (29) em Salvador

 

As rodovias baianas amanheceram com menos pontos de bloqueio ou manifestações nesta terça-feira (29). Acompanhe em tempo real o que está acontecendo em mais um dia de mobilização:

***

Desabastecimento

No Vale da Muriçoca, o hortifruti está de portas fechadas

(Foto: Marina Silva/CORREIO)

 

***

Com prejuízo de R$ 6 milhões, comemoração pelo Dia do Leite é cancelada

Depois de nove dias, a greve dos caminhoneiros continua trazendo um rastro de destruição para o estado. Com prejuízos estimados em quase R$ 6 milhões, a indústria do leite anunciou, nesta terça-feira, o cancelamento das comemorações pelo Dia Mundial do Leite, que aconteceria nesta sexta-feira (1º), no Jardim dos Namorados, na Pituba.
Saiba mais sobre o o cancelamento aqui!

***

"Na crise e com medo, pela primeira vez enchi o tanque do meu carro"

"Paguei pra ver meu tanque cheio pela primeira vez na vida - e, infelizmente, o pagar vai muito além de uma força de expressão. com a gasolina comum a R$ 4,55, preço que paguei antes de abastecer o carro pela última vez, há duas semanas. Até agradeci por não ter sido dessa vez a pagar o olho da cara num litro de combustível, já que é nessas horas do farinha pouca meu pirão primeiro que a gente costuma pagar dobrado pela farinha". 

Se identificou? Leia o textão de Marília Moreira aqui!

***

"Situação deve se normalizar em pelo menos uma semana", diz diretor da ANP
Aurélio Amaral, diretor da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), informou nesta terça-feira (29) que apesar do abastecimento de combustíveis apresentar melhoras pelo país por causa da redução do movimento de paralisação dos caminhoneiros, a situação ainda deve levar pelo menos uma semana para se normalizar. 

***

Aeroporto de Salvador mantém operação normal

O Aeroporto de Salvador recebeu desde a última sexta-feira (22) 160 voos de outras localidades para abastecer. Com boa reserva de combustível, o terminal continua com operação normal nesta terça. Sob escolta da Polícia Militar da Bahia, foram recebidas duas cargas de combustível no último final de semana, de acordo com a Vinci, que administra o aeroporto.

Apesar disso, o alerta aos passageiros permanece. "Até que a situação esteja totalmente normalizada, orientamos que os passageiros continuem consultando as companhias aéreas para mais informações sobre programação de voos", diz nota enviada pela empresa.

***

Planalto identifica ao menos três movimentos infiltrados na greve

O governo apura se três movimentos políticos - "Intervenção militar já", "Fora Temer" e "Lula livre" - se infiltraram na paralisação dos caminhoneiros. Eles estariam alimentando os focos que ainda querem manter os bloqueios, mesmo após ter boa parte de suas reivindicações atendidas ou ao menos encaminhadas. Essa é uma leitura feita nas reuniões do gabinete de crise montado pelo Palácio do Planalto na semana passada. Saiba mais aqui!

***


Veja lista de alguns postos que estão vendendo gasolina na manhã desta terç em Salvador. O preço do litro está variando entre R$ 4,57 e R$ 4,99. Importante: a maioria não está aceitando o pagamento em cartão de crédito. 
 

Posto Namorados - Itaigara
Posto Europosto - Vale do Canela
Posto BR Alphaville - Avenida Paralela 
Posto Menor Preço  -  Galés 
Posto Shell - Galés
Posto BR - Busca Vida 
Posto BR - Avenida Dorival Caymmi, sentido São Cristóvão
Posto BR - Centro de Convenções 
Posto BR - Grande Bahia - Avenida Paralela 
Posto BR - Avenida Vasco da Gama 
Posto BR - Porto Seco - Pirajá 
Posto BR - Barros Reis, ao lado da Fiori
Posto Menor Preço - Garibaldi
*Todos os postos estão com fila e não há garantia que haverá combustível para todos.

***

Mais pontos de bloqueio

A Concessionária Bahia Norte registra um ponto de bloqueio, no km 10 da Via Parafuso (BA-535), em ambos os sentidos da rodovia. Apenas ônibus e carros de passeio são liberados.

Na BR-116, continuam as manifestações nas cidades com pontos de bloqueio: Santo Estevão, Itatim, Milagres, Jequié, Poções, Manoel Vitorino e Vitória da Conquista. 

***

Electrolux para a produção por falta de insumos
Desde sexta-feira, 25, a Electrolux parou de produzir eletrodomésticos nas fábricas de Curitiba (PR) e São Carlos (SP) e está em vias de suspender a produção da unidade de Manaus (AM) em razão da falta de insumos que não foram entregues durante a greve dos caminhoneiros. Cerca de 6 mil trabalhadores diretos e indiretos foram dispensados por uma semana. Carlos Wittica, vice-presidente jurídico e de relações governamentais, conta que a empresa negociou com os sindicatos a compensação dos dias parados. "Foi uma forma de mitigar as perdas", diz o executivo. Além da falta de insumos, ele conta que a companhia não está conseguindo entregar os produtos acabados. A expectativa da empresa é que a greve acabe nos próximos dias. Por isso, marcou o retorno dos trabalhadores para segunda-feira, 28. As informações são do Estadão Conteúdo.
 

***

O clima é de filas em toda cidade por causa dos postos de gasolina que já têm combustível disponível...

A gente sabe que o brasileiro não desiste nunca. Prova disso é que nem tem mais gasolina no Posto Albalonga, na Vasco da Gama, mas existe uma fila de carros que esperam que o reabastecimento do combustível...

(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

*

No Posto Menor Preço, na Ladeira dos Galés, muitas pessoas levaram seus galões para comprar gasolina
(Foto: Marília Moreira/CORREIO)

*

No Europosto, do Vale do Canela, os carros dobram a rua. No local, a gasolina está custando R$ 4,57. Enquanto a fila do posto não andava, o contador Frederico Santos, 49, empurrava o carro. "Eu estou aqui há 40 minutos. Se eu ficar ligando o veículo toda vez que a fila andar, o resto da gasolina que tem vai acabar. Eu faço isso economizar", explicou ele.

 A estratégia adotada por Santos tem motivação. É que na última segunda (28), ele passou mais de 1h30 na fila e não conseguiu abastecer. "A gasolina acabou bem na minha vez. Eu trabalho com meu carro, entao, estou perdendo cliente esses dias todos. Estou deixando de ganhar dinheiro e de produzir, por que tenho que ficar esperando pra abastecer ", afirma.

 

 

*

Na Av. Garibaldi uma enorme fila para o posto de gasolina na entrada da Av. Adhemar de Barros
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

*

Vila Laura foi invadida por fila de carros que tentam abastecer no posto dos Dois Leões
(Foto: Lívia Torrico/Leitora CORREIO)

***

Bloqueio nas BRs

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), há caminhões nas rodovias na altura de Feira de Santana e Alagoinhas.

***

 

A cidade de Salvador ainda sente o reflexo dos oito dias de paralisação. Os postos de gasolina têm filas grandes, como na Avenida Bonocô, e no posto dos Namorados, na Pituba. Em alguns locais, apenas a gasolina está sendo vendida. Não há alcool, nem diesel.

“Cada posto tem capacidade de armazenar todo o volume de uma carreta, mas vamos distribuir o volume entre três e quatro postos para que seja feito um abastecimento fracionado”, afirmou o presidente do Sindicombustíveis, Walter Tannus ao CORREIO. 

Cada caminhão tem capacidade de transportar 30 mil litros de combustível, o que totaliza mais de 300 mil litros na cidade. Segundo o sindicato, em dias normais Salvador recebe, em média, 1,5 milhão de litros de combustível por dia para abastecer 250 postos.

O sindicato informou que novas escoltas estão sendo feitas para que outros caminhões consigam passar os bloqueios durante a segunda. Não foi informado quais postos serão abastecidos. O comboio que chegou entre domingo e segunda abasteceu 35 postos. Os 700 mil litros que chegaram supriram a necessidade de apenas 16% de postos da capital e já estão no fim. 

***

Ônibus
A frota de ônibus voltou a circular normalmente nesta terça. Desde o último sábado, os ônibus municipais funcionam em esquema de contingenciamento. Eles foram abastecidos no final do domingo e na manhã desta segunda, o que garante a circulação normal da frota nos próximos oito dias. “Não teremos que suprimir nenhum ônibus, 100% da frota vai poder rodar”, afirmou o prefeito ontem, em entrevista coletiva.

Como o transporte estará regular, assim como o fornecimento de merenda escolar, o prefeito afirmou que não há motivos para a suspensão das aulas. “Faço, inclusive um apelo aos pais para que levem normalmente os filhos às escolas. Quem não funcionou hoje tem que repor as horas de aula”, afirmou ACM Neto, destacando que legalmente há uma carga horária mínima que precisa ser cumprida. De 435 escolas municipais, 293 funcionaram normalmente nesta segunda. 

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

 

 

A cidade de Salvador ainda sente o reflexo dos oito dias de paralisação. Os postos de gasolina têm filas grandes, como na Avenida Bonocô, e no posto dos Namorados, na Pituba. Em alguns locais, apenas a gasolina está sendo vendida. Não há alcool, nem diesel.

“Cada posto tem capacidade de armazenar todo o volume de uma carreta, mas vamos distribuir o volume entre três e quatro postos para que seja feito um abastecimento fracionado”, afirmou o presidente do Sindicombustíveis, Walter Tannus ao CORREIO. 

Cada caminhão tem capacidade de transportar 30 mil litros de combustível, o que totaliza mais de 300 mil litros na cidade. Segundo o sindicato, em dias normais Salvador recebe, em média, 1,5 milhão de litros de combustível por dia para abastecer 250 postos.

O sindicato informou que novas escoltas estão sendo feitas para que outros caminhões consigam passar os bloqueios durante a segunda. Não foi informado quais postos serão abastecidos. O comboio que chegou entre domingo e segunda abasteceu 35 postos. Os 700 mil litros que chegaram supriram a necessidade de apenas 16% de postos da capital e já estão no fim. 

***

Ônibus
A frota de ônibus voltou a circular normalmente nesta terça. Desde o último sábado, os ônibus municipais funcionam em esquema de contingenciamento. Eles foram abastecidos no final do domingo e na manhã desta segunda, o que garante a circulação normal da frota nos próximos oito dias. “Não teremos que suprimir nenhum ônibus, 100% da frota vai poder rodar”, afirmou o prefeito ontem, em entrevista coletiva.

Como o transporte estará regular, assim como o fornecimento de merenda escolar, o prefeito afirmou que não há motivos para a suspensão das aulas. “Faço, inclusive um apelo aos pais para que levem normalmente os filhos às escolas. Quem não funcionou hoje tem que repor as horas de aula”, afirmou ACM Neto, destacando que legalmente há uma carga horária mínima que precisa ser cumprida. De 435 escolas municipais, 293 funcionaram normalmente nesta segunda. 

*com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

;