MP realiza audiência pública para discutir impactos do BRT em Salvador

Para debater diversas questões provocadas pelo projeto BRT Salvador, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) realizará na tarde desta terça-feira, 22, às 14h, audiência pública no auditório da sede da instituição no bairro de Nazaré, na capital baiana.

Na pauta, os possíveis impactos da implantação do projeto. A reunião, aberta ao público, será conduzida pelo promotor de justiça Heron Gordilho e tem o objetivo de ouvir representantes da sociedade civil e dos órgãos responsáveis pela elaboração e implantação do projeto.

Por causa do protesto realizado no domingo contra o BRT no canteiro de obras instalado na avenida Juracy Magalhães, a prefeitura emitiu nota acusando manifestantes de vandalismo. Na ocasião, a Transalvador multou 13 veículos por estacionamento irregular.

De acordo com a prefeitura, o grupo danificou o patrimônio público e privado, como o equipamento que oferece wi-fi e indica a temperatura da cidade, que foi pichado. A nota aponta ainda negligência por parte da Polícia Militar. “Mesmo com a polícia presente, nada foi feito”, diz a nota.

O tapume instalado pelo Consórcio BRT para isolamento do canteiro de obras teria sido derrubado e pichado. “Muros em áreas próximas foram pichados. Atos desse tipo têm se repetido todos os finais de semana, provocando prejuízos à cidade”, considera a prefeitura.

Não foram divulgados os nomes dos manifestantes responsáveis pelos atos. A nota não faz citação sobre atuação da Guarda Municipal (GM) no episódio, já que é responsável pela proteção do patrimônio público.

 

Fonte: A Tarde

;