Mais de 127 mil eleitores que tiveram título cancelado não se apresentaram para regularizar situação em Salvador

Mais de 127 mil pessoas que tiveram o título de eleitor cancelado em janeiro, pela não realização do recadastramento biométrico, não se apresentaram para regularizar situação em Salvador até a quarta-feira (9), quando terminou o prazo.. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (10) pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

O órgão informou que não é possível especificar quantas pessoas que deveriam ter se apresentado em Salvador vão ficar sem votar nas eleições porque algumas delas podem ter regularizado a situação em outras cidades da Bahia ou mesmo em outros estados, caso tenham feito transferência do local de votação.

Atualmente, Salvador possui 1.763.034 eleitores aptos a votar nas próximas eleições.

Entre março de 2018 e a quarta-feira (9), conforme o TRE-BA, 251.550 pessoas compareceram às unidades do órgão na capital, sendo 194.486 delas apenas para regularização de títulos cancelados pela não realização da biometria.

Outros 34.131 eleitores se apresentaram em Salvador para fazer alistamento, 22.471 para fazer transferência de domicílio eleitoral e 462 para tirar segunda via do título.

Os dados das demais cidades da Bahia ainda não foram divulgados pelo TRE-BA.

Eleitores que deixaram para regularizar situação eleitoral no último dia enfrentou fila de mais de 1km na sede do TRE, em Salvador. (Foto: Alan Alves/ G1)

Eleitores que deixaram para regularizar situação eleitoral no último dia enfrentou fila de mais de 1km na sede do TRE, em Salvador. (Foto: Alan Alves/ G1)

O dia dia 31 de janeiro foi o fim primeiro prazo estipulado pelo TRE-BA para a realização do recadastramento. Após isso, um novo período - do dia 5 de março até 9 de maio - ficou disponível para que as situações fossem regularizadas.

Até a quarta (9), quando terminou o segundo prazo, as pessoas também poderiam tirar o primeiro título, emitir segunda via ou fazer transferência de local de votação, para poderem votar nas eleições de outubro.

Quem deixou para regularizar a situação eleitoral no último dia enfretou uma fila de mais de 1km de extensão e a demora para atendimento superior a 10h, na sede do TRE-BA, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Somente quem chegou ao local até as 18h conseguiu entrar na fila para ser atendido.

Com a longa espera, o G1 flagou até algumas pessoas anunciando vagas em locais mais privilegiados na fila gigante por até R$ 150.

Eleitores que deixaram para regularizar situação eleitoral no último dia enfrentou fila de mais de 1km na sede do TRE, em Salvador. (Foto: Alan Alves/ G1)
Eleitores que deixaram para regularizar situação eleitoral no último dia enfrentou fila de mais de 1km na sede do TRE, em Salvador. (Foto: Alan Alves/ G1)

;