Os Rodoviários da Bahia repudiam a Intervenção Federal no estado do Rio de Janeiro.

Após a aprovação da Câmara dos deputados, ontem (19), da intervenção militar, camuflada com o nome de Intervenção federal na segurança pública no estado do Rio de janeiro, o Sindicato dos Rodoviários da Bahia acompanha com preocupação a natureza dessa intervenção, mal disfarçada, além de inconstitucional, que remete aos piores períodos da História de chumbo do Brasil. 

A ditadura, que durou 21 anos, manchou a história do país com ações de violência, tortura e morte de jovens brasileiros, cerceamento da liberdade individual da população, fechamento do congresso e perseguição às entidades de classe. 
Não queremos a volta de um estado de exceção para os brasileiros que vêem um país se voltando contra a população mais vulnerável e que mais precisa de Justiça e igualdade social.
Este decreto aprofunda a ruptura com a institucionalidade do país, traz graves ameaças à estabilidade da democracia e, consequentemente, aos direitos humanos.
Tememos que este decreto seja aplicado em outros estados. Já está se cogitando a implantação nos estados do Ceará e Rondônia. 
Para nós, essa intervenção aumentará a repressão ao povo, o que nos leva a concluir que não se trata de uma medida benéfica em busca da paz, mas sim de uma política orquestrada para eliminação da pobreza através da força e da repreensão.
É preciso que a sociedade reaja, pois somente um país socialmente justo, igualitário e democrático poderá assegurar uma paz duradoura. Valores inconcebíveis pela elite brasileira e seu governo golpista e segregador.

;