Greve Geral: sindicalistas fecham pistas da Avenida ACM e da Via Parafuso

Grupo protestava contra reforma da Previdência

 

Um policial militar, que não teve o nome divulgado, atirou na madrugada desta segunda-feira (19) em um carro de som (uma Kombi branca) durante protesto na Via Parafuso, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. No momento do fato, um grupo de sindicalistas protestava contra a reforma da previdência quando o militar tirou contra o carro de som. 

Vídeo, gravado pelo sindicatos, mostra momento dos tiros; assista:

 

 

Participavam do ato, organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica, Farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquimica);  Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindpetro) e Sindicato dos Professores e Professoras da Rede Pública Municipal de Camçari (Sispec). De acordo com a CUT, os militares também dispararam balas de borracha contra os manifestantes para liberar a via que estava bloqueada como vegetação e objetos com fogo. 

“O 12º Batalhão informou que, neste momento, um policial militar lotado na unidade - que não participava da negociação com os manifestantes na Via Parafuso - está sendo ouvido na sede da unidade para que as providências legais sejam adotadas após o militar ter efetuado disparo contra um carro de som na manhã desta segunda-feira (19)”, afirmou a PM, em nota. 

 A PM destacou ainda que "apura qualquer postura/comportamento que fuja da técnica policial, pois o papel da corporação em manifestações é garantir a ordem pública, o direito das pessoas se manifestarem, bem como o direito de ir e vir do cidadão".

Foi uma manhã de protestos também em Salvador - mas a manifestação na região do Iguatemi foi pacífica, de acordo com a PM. Os manifestantes bloquearam a Avenida ACM, nos dois sentidos, por volta de 7h. Duas horas depois, o trânsito foi liberado, conforme negociado. 

 

Fonte: Correio24horas

;